Poema de Rodolpho Venturini

Diagramas flores insetos
Animais racionais todos todos todos belos
Esperam correm passeiam brincam com os seus
Contam histórias fazem piadas…
A vida passa, o tempo não
Os animas continuam os mesmos
Suas vidas continuam as mesmas
Suas piadas continuam as mesmas
Tudo como se fosse ontem
Amanhã como se fosse hoje
Como se fosse ser
Ser como se fosse
Animais, todos eles se alimentam
Todos eles choram, todos todos
Dormem juntos, agrupados, se viram
Sentem frio, mas se esquentam, se esquentam mas ainda sentem frio
E também são felizes quando não poderiam ser
Fazem guerras, lutam, matam, não destroem tudo mas destroem o máximo que podem
Não reconstroem nada, mas tudo se reconstrói
A terra é que os limita, não fosse a terra estariam livres
Livres de se repetir, livres de serem sempre os mesmos
Mas não se importam, esquecem
Não porque não pensam, mas não se importam porque pensaram
E depois já não se importavam mais em pensar
“Fôssemos livres seríamos os mesmos”, pensariam…
Suas pétalas continuam lá, suas asas também… mas não possuem esquemas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s